BLOG

Home | Suplementos Fit | Benefícios da Glutamina
2 de dezembro de 2019

Benefícios da Glutamina

Categorias: Suplementos Fit

Introdução e Características

A glutamina é o aminoácido mais abundante do corpo humano, correspondendo a cerca de 20% do total de aminoácido livre circulante e 60% do aminoácido livre intracelular. É precursor de neurotransmissores e outras moléculas essenciais, sendo indispensável para a proliferação de células dos intestinos, da pele e sistema imunológico, e mais recentemente, foi demonstrado que esse aminoácido é também capaz de regular a expressão gênica celular (funções relacionadas ao DNA). Uma grande pesquisa realizou um levantamento científico do uso da glutamina no período de 1966 a 2014, e os resultados foram inquestionáveis quanto aos benefícios deste aminoácido para o sistema imunológico e saúde intestinal.

A glutamina é um L-α-aminoácido neutro que o nosso organismo é capaz de produzir. Ela possui um papel no metabolismo proteico e no transporte de nitrogênio entre diversos órgãos, tem sido muito pesquisada, principalmente quanto à possibilidade de ter sua demanda aumentada devido a condições específicas em que a velocidade de produção da glutamina não acompanha as necessidades fisiológicas. A enzima glutamina-sintetase (enzima produtora de glutamina) tem como fatores reguladores os corticoides, hormônios tireoidianos, o hormônio do crescimento e a insulina.

Benefícios

A glutamina exerce ação trófica (alimentar) para as células de rápida divisão celular (linfócitos, mastócitos e enterócitos), contribuindo positivamente para pacientes com doenças inflamatórias intestinais, doenças pulmonares, alergias e debilidades imunológicas. Dentre as atividades atribuídas a ela está a sua atuação no cérebro, como um importante agente na redução da concentração de amônia (que é tóxica para o cérebro), levando a uma desintoxicação e ressíntese de glutamina. Ela funciona como neutralizador de amônia e doador de nitrogênio para a síntese de vários compostos, tais como nucleotídeos (DNA e RNA) e aminoácidos. No que se refere ao pulmão e ao músculo esquelético, pode tornar-se essencial em situações patológicas ou de estresse.  Nos rins, a enzima produtora de glutamina exerce o controle do metabolismo do nitrogênio e manutenção do pH (acidez) no organismo. A glutamina é importante para a produção de proteínas como a hemoglobina e a queratina, por exemplo (síntese proteica), de peptídeos, ácidos nucleicos e nucleotídeos (bases da formação do DNA). Além disso, a carência de glutamina promove atrofia de mucosas, alteração na permeabilidade intestinal e translocação bacteriana, este quadro é perigosíssimo pois representa a passagem de bactérias do intestino para a corrente sanguínea. A carência de glutamina também promove a redução da síntese de glutationa, sendo este um potente antioxidante. Nesse sentido, a glutamina deve ser mantida em níveis constantes para assegurar o funcionamento dos sistemas vitais, como sistemas nervoso central, imunológico, digestivo e renal.

As pesquisas mostram que as células fagocitárias, que são a primeira linha de defesa do nosso organismo, não são capazes de produzir a glutamina e dependem dos níveis de glutamina presentes no sangue. Portanto caindo o suprimento de glutamina no sangue há a redução da atividade dessas células de defesa. No estudo realizado com células intestinais humanas, evidenciou-se que o uso de glutamina diminuiu a inflamação intestinal.

Usos mais eficientes

A dose de glutamina mais utilizada nas pesquisas em hospitais é cerca de 30mg a 400mg por quilo de peso, ou seja, um adulto de 70 kg deveria ingerir algo entre 2,100mg a 28000mg, convertendo em gramas seria entre 2,1 a 28g por dia. Diante disso, pessoas saudáveis que estão apenas preocupadas em suplementar para ter mais saúde, acredito que uma média de 5 a 10g ao dia já seria mais que o suficiente. O ideal é dividir a ingestão a CADA 4 OU 5 HORAS, a fim de manter constante e alto os níveis de glutamina no sangue.

Normalmente seu consumo é com água, mas pode ser consumida com suco sem problemas. Porém nunca com bebidas quentes.

Opinião do NUTRI:

Dado a realidade alimentar em que vivemos, com muitos produtos industrializados e alimentos artificiais, além de um estresse constante, julgo a suplementação contínua com glutamina muito útil e salutar. Contudo não obrigatória, mas para pessoas com fraqueza imunológica, alterações digestivas / gástricas ou doenças inflamatórias acredito que este seja um suplemento indispensável.

Adicionalmente gostaria de apresentar dois usos interessantíssimos e pouco explorados da glutamina:

  • Usá-la em combinação com a creatina e a taurina na proporção de 1/1/1. Esta combinação foi pesquisada para aquisição de massa magra com algum relativo efeito positivo que usaram 15g da mistura antes e depois dos treinos.
  • Usá-la de forma tópica em feridas abertas ou na mucosa, por exemplo a mucosa labial (lábios), dessa forma ela acelera a cicatrização e a recuperação dos tecidos por ativação local de células imunológicas de maneira surpreendente.

 

Autor Nutricionista Leonardo Proença

 

Para saber mais e onde comprar o Suplemento Glutamina, visite nossa loja virtual:
https://www.lojanutranatus.com.br

POSTS RELACIONADOS:

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

DEIXE SEU COMENTÁRIO:

Mensagem:
Nome:
Email:

*