BLOG

Home | Suplementos Fit | Valina – Aminoácido para a saúde…
20 de julho de 2016

Valina – Aminoácido para a saúde muscular

Categorias: Suplementos Fit

 

A valina é um aminoácido de cadeia ramificada da família da leucina e da isoleucina (BCAA). Em conjunto, estes três aminoácidos constituem cerca de 35% dos aminoácidos presentes nas proteínas corporais.

Sendo um aminoácido essencial, a valina não pode ser produzida pelo corpo e deve, por isso, ser ingerida através de alimentos ou suplementos.

A valina é consumida frequentemente por fisiculturistas, juntamente com a leucina e a isoleucina, para estimular o crescimento muscular. Dado que a maior parte dos atletas não ingere na alimentação a quantidade suficiente de valina para garantir a saúde muscular, tomar suplementos é para eles altamente recomendado.

Entre os alimentos com alto teor de valina estão a carne, os amendoins, o requeijão, o peixe, sementes de sésamo e lentilhas. Também os cogumelos, o arroz, a soja, e os feijões contêm valina.

 

Doenças Associadas à L-Valina

O excesso ou a deficiência na ingestão de L-valina pode causar determinadas doenças, sinais e sintomas, tais como a encefalopatia hepática.

A suplementação da L-valina em conjunto com L-leucina e a L-isoleucina, pode atenuar os sintomas da doença através da redução destes falsos neurotransmissores acumulados.

Como tratamento, alguns doentes recebem dietas enterais e parenterais com o objetivo de se recuperarem desta doença.

As dietas enterais e parenterais à base destes três aminoácidos são também utilizadas na nutrição de pacientes com traumas severos, tais como queimaduras extensas.

Estes três aminoácidos podem ainda ajudar a prevenir a perda muscular e auxiliar na reparação de lesões teciduais por intermédio da síntese proteica.

 

Quais são os benefícios da valina?

 

– A valina contribui para o tratamento de doenças no fígado e vesícula biliar.

– Regula o sistema imunitário e o metabolismo.

– Estimula o crescimento muscular e fornece energia ao corpo.

– Combate a insônia e o nervosismo.

– Facilita a reparação dos tecidos musculares e ajuda a sarar feridas.

– Melhora a resistência física.

– Ajuda a suprimir a sensação de apetite.

– Ajuda a manter a quantidade adequada de nitrogênio no corpo.

 

Assim, a L-valina é essencial para o funcionamento do nosso organismo, sendo necessário o seu fornecimento através da ingestão, pois a sua produção no organismo é insuficiente face às necessidades metabólicas.

Atuando em conjunto com a L-isoleucina e a L-leucina, a L-valina desempenha  diversas funções no organismo, entre as quais a proteção dos músculos de lesões por esforço excessivo.

Isso ocorre através da promoção da síntese de proteínas e também através da redução do catabolismo proteico.

Além disso, estes três aminoácidos participam, como substrato, para a síntese de glicose, possibilitando assim a sua conversão em componentes essenciais à produção de energia, principalmente no que diz respeito à musculatura esquelética, onde também acabam por estimular a produção dos aminoácidos L-alanina e L-glutamina, que podem ser utilizados como auxiliares no tratamento da encefalopatia hepática, uma doença que provoca lesões no fígado.

O consumo exagerado deste aminoácido pode causar alucinações e prejudicar o funcionamento do fígado e dos pulmões. Sempre consultar o médico ou nutricionista.

POSTS RELACIONADOS:

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

DEIXE SEU COMENTÁRIO:

Mensagem:
Nome:
Email:

*